O Ministério da Ciência e Tecnologia informou por meio de um ofício enviado à entidade de defesa do consumidor Proteste que as empresas de telecomunicações não estão autorizadas a limitar os planos de internet de fixa. A informação contraria o posicionamento da Anatel, que disse não poder interferir nos modelos de negócio das empresas. O ofício, assinado por Maximiliano Martinhão, secretário de inclusão digital e internet do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), informa que as companhias não poderão adotar práticas de redução de velocidade, suspensão de serviço e cobrança de tráfego excedente após o esgotamento da franquia. A medida vale por tempo indeterminado. Essa novela ainda vai dar muitos comentários. A Anatel visivelmente não está do lado do consumidor, o governo tentar se esquivar e as secretarias tentam aparecer. E agora? O jeito é rezar para que isso não ocorra.

André Navarro

Sobre André Navarro

Empresário e autodidata. Experiência com mais de 15 anos em desenvolvimento de aplicativos, proprietário da startup AuditPhone, possui diversos aplicativos móveis corporativos desenvolvidos, colunista do Tecnolóide, programa sobre dicas de tecnologia da Rádio Beach Park e e consultor em Tecnologia da Informação.