E o enviado especial da Folha de SP à Galileia, resolveu fazer a trilha em Nazaré e Cafarnaum. A idéia era refazer os passos de Cristo mas no melhor estilo aventureiro. E na boa, se há trilhas famosas por ai e que inspiram um viagens de autoconhecimento, que dirá uma na qual o próprio Deus andou. São 60km, e no caminho estão Tabgha, a praia da multiplicação dos pães, as ruínas de Séforis, Mash’had, terra do profeta Jonas, Caná, onde a água virou vinho,  o mar da Galileia, com direito a pernoites em uma fazenda de cabras e um Kibutz. De provação mesmo, uma parte de trilha mais sinistra, a que leva ao topo de Arbel, quebrada por um terremoto ela é quase suicida por margear um precipício. No fim, os idealizadores do roteiro nos presenteiam com a certeza de que numa mesma trilha, judeus, mulculmanos e cristãos nos contam um pouco mais da nossa própria história. Pra quem quiser saber mais, acesse o site: jesustrail.com

Zarhi El Malek

Sobre Zarhi El Malek

Nos últimos 12 anos viajou muito pelo Brasil e para alguns bons destinos fora dele, nunca foi turista, mas sempre viajante. Agora compartilha com vocês um pouco do que conheceu. Você também pode ouvi-la na Rádio Beach Park.